segunda-feira, 21 de março de 2011

E viva a PrimaVera


Chegou o dia em que uma vez mais entramos na PrimaVera. De todas elas, a PrimaVera é sem dúvidas a mais levada para a brincadeira. Aparentemente já toda a gente "experimentou" entrar na PrimaVera.
No meu caso já vem sendo hábito todos os anos, no vigésimo primeiro dia de Março lá estou eu. Já o fiz trinta e quatro vezes. É verdade. Bem sei que muitos não acreditarão, sei que deve parecer farolice minha, mas foram de facto trinta e quatro maravilhosas vezes. E cada uma delas me pareceu sempre a primeira vez...
A primeira vez... Lembro com carinho a primeira vez... Tinha eu 6 meses de idade... Nunca esquecerei a magia do momento que na realidade marcaria toda a minha existência enquanto Homem.
Nunca me esquecerei do ano que talvez represente a mais bela das recordações. Eu estava em casa, estava um dia bastante cinzento e tristonho, no rádio tocava Lou Reed "Perfect day", que ironia... Olhava pela a janela e lá fora chovia enquanto no conforto do meu quarto eu entrava na PrimaVera... Pequenas gotas de chuva vinham bater ao vidro e fundiam-se umas nas outras como se de uma claque que me vinha dar força se tratasse "Não desistas Jay! O dia está triste mas tens que te aguentar, tu tens que entrar na PrimaVera!" Que grande momento... Devo confessar que chorei nesse dia...
Aos dezoito anos estava eu na praia quando entrei na PrimaVera... Não estava á espera, mas ela apareceu e eu tinha que tomar uma decisão rápida ou arriscava-me a ficar preso no Inverno pelo menos até ao verão seguinte. Em boa hora o fiz. Estava calor. Senti no meu íntimo que era o seu presente para mim pela minha recente chegada à maioridade. O seu gentil abraço como quem me dizia docemente "Agora já és um homem Jay, disfruta...". Rejubilando de felicidade eu corri pela praia enquanto fumava o que restava de uma "broca" e gritava aos quatro ventos - "Eu entrei na PrimaVera, eu entrei na PrimaVera..." E sob um sol radiante, também ela sorriu para mim. Foi um momento único. Pelo menos até perceber que nesse mesmo dia, como eu, milhões de pessoas entraram também... Aí senti-me sujo como nunca me havia sentido.
Este ano pela primeira vez entrei na PrimaVera ali mesmo, no meu local de trabalho, na minha secretária e na presença dos meus colegas. Sei que não é o local ideal, mas que fazer? Tinha que ir trabalhar e não tinha como evitar entrar na PrimaVera, é mais forte que eu, é um poder celestial , uma força da Natureza!
Honestamente, sempre pensei que era bom nisto de "entrar" na PrimaVera, mas aparentemente não tenho grande talento, eu admito. Por mais que me esforce e tente ano após ano, há uma mágoa que trago como uma estaca cravada fundo no meu coração. Nunca fui capaz de leva-la a atingir o Equinócio... Desculpa-me PrimaVera!

3 comentários:

Nuno Feliz disse...

Bem essa tua prima Vera, deve ser cá uma maluca...

E tu não lhe ficas atrás, com 6 MESES!!!! Precoce hem?

Jay - O SRD disse...

Tu tens é ciúmes. Dizem as estatísticas que és o único ser á face da Terra que não tem uma prima Vera...

Nuno Feliz disse...

Como a tua não... :-(