sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Tájaber, tájaber?


Quem não se lembra do Super Mário? Figura conhecida do Grande Irmão e do Grande Hotel de Custóias. Gostou tanto de estar fechado na casa do grande irmão durante 4 meses que pouco tempo após a sua saída resolveu repetir a experiência desta feita por cerca de 4 anos. Sendo o sistema de inscrições mais restrito, Super Mário viu-se forçado a cometer uns "crimezitos" com que ganhou entrada directa sem passar na casa da partida e sem ganhar 2 contos.
Super Mário tinha-se afeiçoado ao "Dolce fare niente" e sentiu vontade de voltar a exercer. Findos os 4 anos, S.M. recorda com saudade os companheiros que foram saindo da "Casa" e por quem ainda verte uma lágrima sempre que ouve a palavra "anal".
Demonstrou o seu descontentamento por não ver Teresa Guilherme à saída do casarão. Tão pouco viu fãs ou uma única câmara.
De volta à vida no exterior da "Casa" , Super Mário deseja refazer a sua vida. Diz ter aprendido muito enquanto esteve na "Casa" e está mais maduro.
Interrogo-me agora sobre a actividade a exercer de acordo com o que aprendeu, no entanto já consigo imaginar o anúncio no jornal:
" Rapaz solteiro, recém-formado com certificado passado pelo estado Português, oferece-se para actividades ilícitas, em situação de primeiro emprego. Experiência em prostituição e assalto à mão armada, conhecimentos profundos em tráfico de armas e boa carteira de contactos para tráfico de estupefacientes. Disponibilidade imediata."

All in all, todos merecem uma 2ª oportunidade. Agora vê é se não te deixas apanhar de novo!

2 comentários:

Sofia disse...

Ao menos já não está a mamar à nossa custa.... é que pelos vistos o Sr. passava os seus dias entre o ginásio da cadeia e o quarto a ver TV....Fdx rica vida!

Jay - O SRD disse...

Pois, pelo que se diz o problema no presídio são as noites...