sábado, 14 de janeiro de 2012

Executive my ass!!!



 "Olá eu sou o Jay e sou viciado no Facebook."
De início nem queria ouvir falar mas depois de experimentar rendi-me ás possibilidades e benefícios da rede.
Uma das regras que me imponho a mim prório no que respeita à rede é não adicionar ninguém que não conheça pessoalmente ou já tenha falado e mesmo nesses reservo-me o direito de escolha. Abro uma única excepção aos bloggers "amigos" e às pessoas que tenho vindo a conhecer e através destes (as que tenho vindo a conhecer melhor). No fundo imponho-me a mim próprio a obrigação de saber algo sobre as pessoas que adiciono ao invés de coleccionar fotos de perfil com nomes, caras e mamas que nunca vi (e sabe Deus Vosso Senhor o que custa recusar certos convites).
O único problema é que ao contrário do que se diz por aí, eu sou um gajo simpático e ás vezes lá adiciono um ou outro que é amigo de um amigo, que pertence ao meu clube de BTT ou outra treta qualquer do género mas de quem no entanto não sei nada e muito provavelmente nunca virei a saber, mas na altura por um ou outro motivo não quis ser indelicado e resolvi aceitar.

Há uns dias não tinha grande coisa para fazer ou tinha mas não tinha grande vontade, não me lembro bem e decidi actualizar a minha lista de amigos no Facebook e apagar essa meia dúzia de caras (porque mamas eu não adiciono mesmo) e para meu grande espanto ao abrir a lista de amigos constato duas coisas:
Primeiro, sou o indivíduo mais bem relacionado à face da terra.
Segundo, o mundo tem os dias contados!
Calma, calma, não vão já a correr saltar da ponte que eu explico. É muito simples na verdade, o problema é que hoje em dia toda a gente é:
- Director executivo
- Director comercial
- Executive manager (esta está muito em voga, deve ter desconto)
- Gerente
- Chefe de equipa
- Gestor executivo
- Director técnico
- Maintenance manager
- E a lista continua por aí fora...

Raios me fod@m (já dizia o meu avô), se não há aqui gato escondido com o rabo de fora!
Se hoje em dia o país não tem lixeiros, trolhas e empregados de mesa e só tem directores, quando precisar de umas obras em casa quem as vai fazer? Na volta tenho que as fazer eu.
Das duas uma, ou o povo anda a inventar um bocadinho ou a aproveitar-se do politicamente correcto para parecer mais que aquilo que sente ser.

Gerente ou empresário hoteleiro... Empregado de mesa e filho do patrão.
Chefe de equipa... Trabalha sozinho no seu departamento.
Director comercial... Único vendedor da empresa.
Como se ainda não bastasse, alguém inventou a moda dos anglicismos que floreiam ainda mais o que por si só já é uma grande paneleirice, como por exemplo o "Executive manager" que assim como o director comercial facebookiano não passa de um vendedor igualzinho a outro qualquer.

A outra hipotese é eu ser um gajo muito bem relacionado, o que me traz um grande sentimento de vergonha em relação à minha profissão de desenhador projectista (que pariu, que profissão tão feia). Assim, resolvi debruçar-me sobre o assunto e acho que resolvi o problema da classe que anda por aí escondida. De hoje em diante, pintores de construção civil chamar-se-ão "técnicos executivos de pigmentação e superfícies", coveiros serão "técnicos superiores de implementações em sub-solo". Um chulo passará a ser um "Director de recursos humanos no ramo das forças de trabalho sexual" e um varredor de rua será chamado por todos de "Consultor operacional de imagem e manutenção urbana"!

E já agora que nome vamos dar aos desempregados?
E à gang do rendimento mínimo?
Passam a ser "Técnicos de actividades várias na reserva"?
E as putas? "Empresárias/especialistas em sucção e penetrações anatómicas? (Se tiverem chulo então passam a ser apenas Especialistas em sucção e penetrações anatómicas).

Agora neste novo mundo empresarial em que todos tentam ser mais gente, não quero mais confianças. Deste dia em diante quando passarem por mim todos tirarão o chapéu e comentando entre si dirão com admiração e respeito - "Olha, vai ali o Jay, "Executive industrial designer"!!!

3 comentários:

Ana Duarte disse...

Passei por cá por causa do texto das touradas - o Markl partilhou no Facebook - e parece-me que vou voltar.

Gostei muito do que li.

Por curiosidade fui ver a minha minuscula lista de amigos e ao que parece não sou tão bem relacionada... tenho uma administrativa e um tecnoforma!
O resto ou é estudante ou "trabalha na empresa". Pfff... gente reles que trabalha em empresas.

Eventualmente Retratista disse...

gosto =)

Jay - O SRD disse...

Ana, fico feliz que tenhas gostado, que voltes muitas vezes e que intervenhas sempre que queiras. Só queria fazer uma correcção ao teu comentário: Tu trabalhas com uma Executive filing manager e um tecnoforma... Que vai continuar a ser pois não faço ideia de que seja.

Vera, obrigado pela visita, já há algum tempo que sou visita regular no teu blog. Também sou fã de fotografia, costumo usar o olhares. http://olhares.aeiou.pt/jaysrd