quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Cabras das moscas!


Já há uns tempos atrás tinhamos falado aqui que a população mundial de abelhas estava a extinguir-se e que se isso acontecesse, de acordo com Albert Einstein nós seríamos os próximos na lista.
Um estudo recente pela Universidade Estatal de S. Francisco vem confirmar que a cada ano o número de abelhas vem sendo reduzido em trinta por cento.
Aparentemente anda aí uma mosca de seu nome "Apocephalus borealis" cheia de veneno e más intenções que anda a dizimar colmeias inteiras. A mula senta-no colinho da abelha de forma sedutora, falando ao ouvidinho dizendo-se muito apaixonada e que vai fazer-lhe algo que nunca lhe fizeram. Quando a pobre da abelha dá fé que foi enganada, já levou com uma injecção de milhares de ovos. Sete dias depois diz adeus à família e de malinha debaixo do braço caminha aliviada em direcção à luz.

Quando cientistas de todo o mundo andam de olhos postos no céu à espera de um ataque de extra-terrestres, afinal de contas são as cabras das moscas que nos divertiamos a aviar quando eramos catraios que nos vão passar a certidão de óbito.

A vingança é um prato que se come frio...

Ler a notícia

4 comentários:

patrícia disse...

A teoria da Relatividade já foi posta em causa.. porque não meter também essa das abelhas?
Se a minha avó lê isto, vem com as filosofias dela de que isto é o fim do mundo :D

Gasper disse...

Porra e que vingança! Subestimamos o poder das moscas ahaha

Nuno Feliz disse...

E eu que pensava que quem andava a Fo... as abelhas era o Calimero.

Jay - O SRD disse...

Patricia: A continuar assim, vamos testar a teoria não tarda nada :)
Gasper: Parecia tão fácil, não parecia?
Nuno: Toda a gente sabe que o Calimero teve relações apenas com a Abelha Maia...