segunda-feira, 25 de abril de 2011

Afinal não havia faísca...

Para ele era apenas uma noite mais, pelo menos assim pensava. Indagava-se no entanto se seria esta "a noite". O reduto do dia em que a sua busca infindável traria alguma luz à sua vida cinzenta e solitária. Movido pela esperança da ideia de que anda por aí "a sua outra metade",  banhou-se com Old Spice e saiu.
Quando chegou tudo estava escuro como já é habitual. Quando a viu nem queria acreditar. Era tão perfeita. Perfeita demais para ser verdade. Em toda a sua forma e graça se encaixava no seu sonho de menino.
De imediato percebeu que era ela a "tal". Não perdeu tempo e lançou-lhe o seu já muy famoso olhar fatal, seguido de outro e outro e mais outro. O seu coração faiscava. Cada novo olhar era mais profundo e electrizante que o anterior. No entanto por mais penetrantes e selvagens que fossem faziam ricochete num escudo invisível e voltavam à origem trazendo rejeição e tristeza por esta paixão unilateral...
Foi então que foi traído pelo tempo. Eram 04:30. A música findou e "Casquilho" viu a sua "lâmpada" desaparecer na escuridão...
Sentou-se e chorou... Amanhã é outro dia...

9 comentários:

Jay - O SRD disse...

Ai o casquilho :D

Diana Monteiro disse...

lol...filme iluminado este!!! eheheheh...
Este casquilho...bou-te contar...cá para mim o que falhou foi o casquilho ser demasiado polido...ahahahah

Jay - O SRD disse...

Pois, pois... Um casquilho assim? Muita lâmpada queria dar umas voltas num casquilho destes... :)
Afinal, é dos casquilhos que elas gostam mais!

Sofia disse...

ou não! ou não! :D

Diana Monteiro disse...

deve ser deve...lol...;D

Nuno Feliz disse...

Sei que o casquilho a deixou "Acesa"...

Jay - O SRD disse...

Nã deixou nada, como não houve faísca, ela cortou-lhe os fios, deixando-o ás escuras e em choque...

Diana Monteiro disse...

opa...caso para dizer...a lampada fundiu-se!!! lol

Jay - O SRD disse...

A lampada fundiu-se, a relação findou-se... E o casquilho fo... Lixou-se!