sexta-feira, 5 de abril de 2013

Adeus Miguel (Versão recauchutada por Passos Coelho e interpretada por Jay SRD)

 
É só carregar em play e começar a ler ao som da música :)



A tua vida, essa mão cheia de fracassos
Dei-te uma chance no governo aqui do "Passos"
Juntos tinhamos tantos sonhos e planos
Prometi-te um contrato a quatro anos...
O teu serviço foi o excremento que se viu

E tu agora vais com a meretriz que te pariu!

Esse teu curso feito aos tombos e empurrões
Cadeiras feitas de mentiras e ilusões
Tu no estudo nunca foste dos melhores
Tu nunca conheceste os professores
Na tua cantiga afinal ninguém caiu...
E tu agora vais com a meretriz que te pariu!

Adeus Miguel, até depois 

Estou-me nas tintas por saber que entre os dois
Não há mais nada para extorquir ou p´ra roubar
Chegou a hora de acabar...
E essa ave rara, esse teu novo guru...
Mas que rameira de ideia tiveste tu?
Mas que raio querias tu tramar? 

Achavas que o povo era fácil de enganar?
E outra vez a má sorte te traiu...
E tu agora vais com a meretriz que te pariu!

Adeus Miguel, até depois

Estou-me nas tintas por saber que entre os dois
Não há mais nada para extorquir ou p´ra roubar
Chegou a hora de acabar...



Até já Miguel, não estamos sós
Fiquei na merda por sentir que entre nós
Ainda há um banco no jardim para partilhar
Eu, tu e o vaginas do Gaspar...


P.S. Com o devido respeito pelo Fernando Tordo e pela música original.
 

1 comentário:

Mim disse...

Grande poema (a música também ajuda, vá...).